Testando a Performance do nosso Site

Levamos os arquivos do nosso site para o servidor. Mas tem um detalhe, esse servidor está nos Estados Unidos e a maior parte dos usuários do nosso site, pelo menos por enquanto, aqui no Brasil. Será que essa distância geográfica tem algum impacto no desempenho do nosso site?

Vamos descobrir fazendo um teste em um site chamado WebPageTest. Simular um acesso aqui do Brasil e outro de alguma região mais próxima do servidor, por exemplo Dulles nos Estados Unidos, e depois comparar os resultados.

Simulando Acesso de Dulles

O primeiro passo no WebPageTest é acessar a aba de Testes Avançados, que é justamente onde conseguiremos mudar a localidade do usuário, a fim de ver como seria o acesso a partir de diferentes localidades.

Home da ferramenta WebPageTest.

Informamos então a url que queremos testar. Em Test Location, vamos manter a localização Dulles que já é na região da Virgínia.

Escolher a região do teste no WebPageTest.

Em Advanced Settings > Connection temos condições de escolher o tipo de conexão, onde vamos manter a cabeada mesmo para obtermos uma melhor performance em ambos os testes. Em Number of Tests to Run, vamos pedir para realizar o teste uma única vez. E marcar a opção Capture Vídeo, que é importante para que a ferramenta faça uma captura do carregamento. Assim podemos ver quanto tempo leva até que nosso site carregou completamente e está pronto para o uso.

Deixaremos também marcada a opção First View Only, pois a partir da primeira requisição, o usuário já pode ter informações cacheadas em seu navegador e assim essa diferença de localidade não é mais tão impactante porque ele já terá dados localmente. O nosso foco aqui é o primeiro acesso. Por fim, clicamos em Start Test.

Escolher configurações avançadas e inicializar teste.

O teste foi realizado e, no lado direito da página de resultados, temos a opção Filmstrip View para vermos como foi o carregamento da página no decorrer do tempo.

Resultado do teste de carregamento no WebPageTest para um usuário de Dulles.

Veja que de zero a três segundos, a tela do usuário estava em branco. E entre quatro e cinco segundos, a página foi totalmente carregada.

Filmstrip com o tempo de carregamento do site para um acesso de Dulles.

Simulando Acesso do Brasil

Agora vamos abrir outra aba no navegador, repetir o teste para um usuário que está aqui no Brasil, e depois comparar com o primeiro.

Manteremos as mesmas configurações do WebPageTest, trocando somente a localidade do usuário.

Veja a diferença: a tela do usuário ficou em branco até a marca de 1 segundo e terminou de carregar em 1.6 segundos. Mais do que o triplo do tempo em relação ao usuário da Virgínia. Preste atenção na proporção e não no tempo absoluto porque a nossa página é pequena, mas já dá para ter um parâmetro: acessada do Brasil, a nossa página pode levar três vezes mais tempo para carregar em relação a um acesso da Virgínia.

Filmstrip com o início do carregamento do site para um acesso do Brasil. Filmstrip com o término do carregamento do site para um acesso do Brasil.

Um dos motivos pelo qual temos essa diferença seria por conta da questão geográfica, o servidor com o site está nos Estados Unidos e com isso, quando um usuário dessa região fizer o acesso, a requisição deverá passar por menos pontos intermediários, levando assim menos tempo do que uma requisição do usuário do Brasil.

Ir para o topo