Manipular os Scripts que Inicializam Juntamente com o Linux e demais Serviços do Sistema

Os serviços que iniciam juntamente com a nossa máquina Linux e podem continuar executando até que a desligamos ou somente rodar em algum momento, estão localizados na pasta /etc/init.d/.

ls /etc/init.d/
Scripts que inicializam juntamente com a nossa máquina.

Se eu quiser que um script inicie juntamente com a máquina, posso jogar ele dentro desse diretório.

Ao instalar um programa que inicializa juntamente com o sistema, por exemplo o gerenciador de banco de dados msql, repare na imagem acima que foi adicionado o script mysql dentro do diretório /etc/init.d/.

Parar Serviços Manualmente

Fazendo ls -l /etc/init.d/mysql percebo que esse script tem permissão de execução para todos os usuários. Ele já está em execução, pois iniciou juntamente com o sistema. Posso então pará-lo com o comando abaixo.

sudo /etc/init.d/mysql stop
Parar serviço manualmente.

Paramos o serviço da forma mostrada acima porque indicamos seu caminho absoluto. Mas podemos fazê-lo sem nos preocupar com sua localização, através do comando service, da seguinte forma:

sudo service mysql stop

Já exploramos como visualizar os processos em execução utilizando o ps -ef juntamente com o grep. Mas existe outra forma, a opção status.

sudo service mysql status
Status do serviço MySQL 'parado'.

A saída do comando indica que o serviço mysql não está em execução (inactive, dead). Agora vamos iniciar o serviço e verificar o status novamente.

Iniciar Serviços Manualmente

Para iniciar os serviços, a única coisa que muda nos comandos é a ação start no lugar de stop.

Exemplos:

sudo /etc/init.d/mysql start

ou;

sudo service mysql start
Iniciar serviço manualmente via terminal do Linux.

Agora executando sudo service mysql status, ele mudou para active - running.

Ir para o topo